You are currently browsing the category archive for the ‘Pet shop’ category.

O adorável gato doméstico, acredita-se,  descender de um animal de porte pequeno que vivia em árvores chamado miacis. Tinha as patas curtas, uma cauda longa, maior que o corpo. Era, provavelmente dotado de unhas retráteis como os gatos da atualidade. Viveu há cerca de 40 milhões de anos e pode também ter sido ancestral das doninhas, dos ursos, guaxinins, raposas e coiotes.

Evoluiu para o Dinictis, animais mais semelhante aos gatos de hoje, que viveu há cerca de 10 milhões de anos.

Miacis

Dinictis

Os felinos, também chamados felídeos são os mais importantes e mais especializados dos carnívoros e a sua família compreende tres gêneros:

  • Acinomyx – Cheeta;
  • Felis – Puma, Jaguatirica, Gatos domésticos e todos os outros de pequeno e médio porte;
  • Leo – Leão, Pantera, Tigre, Onça

Os gatos atuais ainda guardam grandes semelhança com os felinos selvagens como o andar delicado e silencioso, a postura de predador diante de possível “caça”, ainda que seja um brinquedo. Mantém as técnicas de caça, as unhas retráteis e patas adaptadas para a corrida. Algumas espécies chegam a alcançar 100 Km/h em corridas de curta distância.

Veja algumas características fascinantes dos gatos:

Visão:

–  São os mamíferos que possuem os maiores olhos, em relação ao tamanho do corpo;

Possuem olhos adaptados para visão noturna, necessitando de apenas 1/6 da luz necessária ao homem para enxergar bem. Para desenvolver essa habilidade, entretanto, abriram mão da visão de pequenos detalhes, enxergando o mundo desfocado e também de algumas cores. Enxergam bem o azul, amarelo e o verde. Não se sabe se enxergam vermelho, mas supõe-se que esta cor é visualizada como cinza ou preto;

– A habilidade para enxergar no escuro os faz muito sensíveis à luz e, por isso, têm pupilas verticais que, qundo dilatadas, possuem área proporcionalmente maior que os humanos;

– O fundo do olho dos gatos é revestido por uma camada de células chamadas “tapetum lucidum”. Estas células refletem a luz absorvida pelo olho de volta para a retina, dando aos receptores uma segunda chance de captá-la. Dessa forma, os receptores da retina aumentam a sua eficiência na captação de luz em 40%, tornando a visão dos gatos altamente especializada para a visão noturna.

Audição:


–  Os gatos têm capacidade de ouvir até 65khz (kilohertz), enquanto os humanos ouvem até 20 Khz os cães até 45khz. Essa habilidade deve-se, em parte,  à anatomia dos seus ouvidos afunilados que canalizam e amplificam os sons;

–  Os gatos podem girar as suas orelhas até quase 180 graus, sendo que uma independente da outra. Pode girá-las 10 vezes mais rápido e com mais eficiência que um cão de guarda;

Gatos de olhos azuis e pelagem branca são, na sua maioria, surdos.

Olfato:

–  Sentido altamente especializado nos felinos que possuem de 60 a 80 milhões de células olfatórias. A especie humana tem entre 5 e 20 milhões de células olfatórias;

–  Além do focinho, os gatos possuem um órgão olfatório adicional, especializadíssimo, no céu da boca. É chamado “Órgão de Jacobson”e possui a função de “analisador de odores”. Para utilizá-lo os gatos abrem a boca quando sentem odores fortes, dando a impressão de estarem sorrindo (riso sardônico).

Curiosidades:

–  A especie humana possui 206 ossos, enquanto que os gatos possuem 245. Enquanto os homens têm 25 vétebras, os gatos possuem 30;

–  Cerca de 10% dos ossos dos gatos encontram-se na cauda que tem a função de auxiliar no equilíbrio do animal e pode também demonstrar as suas emoções de acordo com a sua posição. O gato doméstico é a única espécie que consegue manter a cauda ereta enquanto caminha;

–  Os gatos possuem 30 dentes. A dentição de leite é substituída pela permanente em torno dos 7 meses de idade. Os cães possuem 42 dentes;

–  O cérebro do gato possui mais semelhanças com o cérebro humano que o dos cães. A região do cérebro responsável pelas emoções é a mesma em gatos e humanos;

–  Um filhotinho de gato leva cerca de 2 semanas para ouvir bem e abrir os olhos;

–  O cérebro do gato é mais similar ao do homem do que ao do cão;

–  O gato doméstico pode correr a uma velocidade de 50 km/h;

–  O gato possui cerca de 24 bigodes que são utilizados para medir distâncias. Um gato que tiver os seus bigodes coirtados pode desorientar-se momentaneamente;

– Os gatos utilizam as patas como órgãos receptores para explorar coisas novas e também alimentos. São extremamente sensíveis e levam informações ao cérebro na mesma velocidade da corrente elétrica;

– Um gato assustado pode ser um animal agressivo e, para demonstrá-lo eriça o seu pelo na região da coluna vertebral;

Os gatos são animais de escelente convivência e ótimos companheiros apesar de independentes.

Cuide bem do seu grande amigo felino !

Anúncios

Bulldog inglês lindoOrigem e evolução da raça:

Descendente dos antigos Mastins asiáticos, o Bulldog inglês foi introduzido na Europa pelos Fenícios, por volta do século VI a.C. Eram utilizados para proteção dos navios, quando atracados nos portos.

Uma vez introduzidos no continente europeu, os romanos perceberam a força dessa raça e utilizaram os animais em espetáculos cruéis de lutas em com outros animais em arenas para diversão de espectadores.

Com a decadência do império romano e o desaparecimento das lutas em arenas, a raça quase que desapareceu do continente europeu. Apenas alguns animais sobreviveram nas ilhas britânicas.

Por volta do século XII, remanescentes da raça voltam a ser utilizados em lutas, dessa vez contra touros, em disputas denominadas “Bull Baiting”.  Esses combates foram idealizados pelo Lord Stanford que presenciou a luta de dois touros em disputa por uma fêmea. Presenciou os Bulldogs de um açougueiro avançarem sobre um dos touros, abatendo-o após feroz embate. Foi o início da popularizaçãobulldog inglês + menino dessa raça por toda a Europa. Com o passar dos anos, os Bulldogs foram sendo moldados física e psicologicamente para enfrentarem os touros e transformaram-se em animais ferozes e destemidos, com apurada técnica de combate e enorme resistência à dor. A Grã Bretanha chegou a possui inúmeras arenas  para essas disputas. Algumas existem até hoje, embora, essa cruel prática tenha sido banida no ano de 1835.

Com a proibição dessas lutas, a raça quase foi extinta, porém Continue lendo »

Curta todos os feriados com tranquilidade.

O seu Grande Amigo fica conosco cercado de carinhos e em segurança!

Ligue e reserve.

(71) 3331-2136 / 9992-2432

fotos hotel 009

familia-obama3

Diante de tamanha popularidade, a família Obama é sempre motivo de curiosidade mundial.

 

obama-e-filha

Há alguns dias, mais um membro passou a fazer parte desta família: um simpático Cão D’Água Português, que passou a se chamar “Bo”.

 

Fruto de polêmica mundial, com inúmeros fóruns de discussão na internet, a escolha da raça levou a críticas por parte de ambientalistas que queriam que fosse um cão de rua abandonado.

 O fato é que, sendo uma das filhas do presidente, alérgica, a escolha foi sábia pois o Cão D’água Português solta pouco pelo e é uma dos cães ideais para pessoas alérgicas.

cachorro_obama_ap_tl1

 

Houve quem oferecesse à família um Labradoodle, outro cão “antialérgico”, mas a família optou pelo cãozinho “Bo” que agora corre alegre pelos corredores da Casa Branca.

 

Os cães presidenciais sempre foram motivo de curiosidade e notícias e, porque não, de polêmica! O Kennel Club americano chegou a fazer uma pesquisa de opinião nacional sobre a raça de cão ideal para a família. O eleito pela pesquisa foi o poodle, muito popular no Brasil e na terra do Tio Sam.

 Repetindo a fórmula Presidente, primeira dama, filhos e animais de estimação, a família Obama segue em alta e a prova disso é que O Kennel Club, a mais importante sociedade canina britânica, revelou um aumento de 125% nos pedidos de informações relacionadas a cães d’água portugueses, com 1.646 solicitações entre novembro de 2008 e abril de 2009 contra 730 no mesmo período do ano anterior.

 

Viaje tranquilo nos feriados, sabendo que o seu grande amigo ficará em segurança e bem cuidado.

Clique aqui e conheça o Grandes Amigos Pet Hotel. Um novo conceito em hospedagem de animais.

Numa cidade tão grande como Tóquio, muitas são as pessoas que sentem-se solitárias. Um terço dos cidadãos vive sozinho.
Com espaços de moradiacada vez menores, muitas pessoas não teem como criar animais de estimação. Entretanto, sempre criativos, os japoneses, que adoram animais, encontraram uma forma interessante de “matar” a sua vontade de conviver com os adorados bichinhos. Essa adoração motivou o surgimento em cidades como Tóquio de cafeterias especializadas em gatos, nas quais as pessoas têm à sua disposição vários felinos prontos para dar carinho e companhia.
Por meia hora em companhia de muitos felinos, os clientes pagam 500 ienes (aproximadamente R$ 7,50).
Nesses estabelecimentos é permitido consumir bebidas como chás, café, suco ou bebidas alcoólicas mas, devido ao rigoroso controlede higiene, não é permitido comer nada.
Todo ano, vários estabelecimentos deste tipo são inaugurados no japão e os proprietários garantem ser lucrativo.
A época de maior movimento é a primavera.
Confira nos vídeos:

 

É comum vermos animais sendo transportados em veículos com a cabeça para fora, no banco de passageiros e, até mesmo, no colo do motorista. É um hábito perigoso e sujeito a multa de trânsito. O animal pode se agitar com algum fato corriqueiro da rua, até mesmo por ver outro cão ou gato e começar a latir ou pular. A concentração do motorista fica comprometida, levando a acidentes. Outra situação de riso que pode ocorrer é uma freada brusca, que pode machucar o animal ou as pessoas seriamente. Alguns animais mais sensíveis podem desenvolver conjuntivite ou infecção respiratória se permanecerem ao vento, com a cabeça para fora do carro.

Este assunto foi motivo de campanha na Inglaterra pela Royal Society for Prevention of Accidents (RoSPA), uma entidade inteiramente voltada à prevenção de acidentes em várias áreas da sociedade.

Esta entidade confeccionaou panfleto de campanha com informações importantes sobre o transporte dos pets em automóvel particular e os seus riscos. Segundo o material divulgado, um cachorro de 25 Kg, quando transportado livremente dentro de um carro que trafega a 50 Km/h, em caso de reada brusca, seria arremessado com o peso de 09 homens de 76Kg cada. Este impacto seria mais do que sufucuebte para matar uma pessoa que estivesse à sua frente.

Cinto de segurança para cães e gatos

Cinto de segurança para cães e gatos

Outra situação grave seria uma reação inesperada do cão em caso de acidente, podendo atacar pessoas que se aproximarem para ajudar.

O artigo 252 do Códigode trânsito Brasileiro pune o condutor que dirigir com o animal entre si e a porta ou acomodado entre seus braços e pernas, com 04 pontos na carteira (infração média), com multa de 80 UFIRs. O mesmo Código, no seu artigo 253, proíbe levar animais na parte externa do veículo (nos casos em que se transporta animais na caçamba de caminhonetes, presos em correntes, ou em gaiolas ou caixas presos ao teto do veículo). Há ainda casos de condutores que levam o animal do lado de fora do carro preso à coleira para exercitá-lo! Sim, isto ocorre. Por incrível que pareça! A punição para estes casos é de 05 pontos na carteira (infração grave) e multa de 120 UFIRs, mais retenção de veículo.

Onde transportar o meu animal?cintocao

O animal deve ser transportado sempre no banco traseiro, obedecendo a algumas normas de segurança abaixo:

  1. Não deixe o vidro todo aberto de forma que permita que o animal ponha a cabeça para fora. Muitos animais pulam do carro, se acidentando gravemente, ou provocando acidentes.
  2. Há cintos de segurança projetados para cães e gatos que podem ser afivelados ao cinto de segurança do carro, permitindo que o animal se movimente num espaço limitado, e evitando que ele coloque a cabeça para fora do carro, pule para o banco da frente do automóvel ou salte para fora da janela do carro. Escolha um adequado ao tamanho do seu animal.
  3. Pode ser utilizada também uma caixa de transporte que deve ter trava e deve ser adequada ao tamanho do animal. Estas devem ficar presas pelo cinto de segurança ou fixadas ao chão do carro. Devem ser ventiladas e com espaço suficiente para o animal ficar de pé e se virar.
  4. Pode ser utilizada também grade de proteção, produto fabricado na Inglaterra, que se adéqua a qualquer carro que tenha o banco reclinável.grade-para-transporte

Se a viagem é mais longa, outros cuidados devem ser tomados:

  1. Se o animal for filhote ou tiver mais de 08 anos de idade, consulte o veterinário antes de fazer a viagem.
  2. Se for viajar para áreas rurais ou para o litoral, não se esqueça de prevenir algumas doenças. Há áreas infestadas de Leishmaniose e medidas preventivas podem ser tomadas como, por exemplo, colocar no animal coleira para proteção.
  3. Utilize medicação preventiva anti carrapatos e pulgas. Dê preferência àquelas em forma de pipetas, que protegem o animal por 01 a 02 meses e devem ter o seu conteúdo aplicado no dorso do animal.
  4. As vacinas e os vermífugos devem estar em dia.
  5. Se o animal é muito estressado, o veterinário pode prescrever alguma medicação para que ele viaje mais tranqüilo. Não dê nenhuma medicação ao seu bichinho sem orientação do veterinário.
  6. Se o animal tem enjôo, deve ser alimentado quatro horas antes da viagem.
  7. Coloque um pano dentro da caixa para que esta fique mais aconchegante para o animalzinho.caixa-para-transporte
  8. Identifique o animal com uma plaquinha presa à coleira, com nome e telefone de contato.
  9. Cuide para que o animal para defeque e urine, de preferência antes da viagem, para evitar que aconteçam transtornos durante o percurso.
  10. Pare a cada duas ou três horas para que o animal faça xixi ou côco(se nãoo fez em casa), caminhe um pouco e beba água. Não o alimente durante a viagem, se ela for durar até 12 horas.
  11. Os gatos, que são mais estressados, não devem sair da caixa de transporte durante a parada, a não ser que estejam no seguros cuidadosamente pelo dono, pois podem se assustar com o barulho e o ambiente estranho, e fugir.

Com todos esses cuidados, o seu grande amigo vai viajar com o mínimo de estresse possível e chegará saudável ao seu destino.


No Ferry Boat:

Os usuários do sistema Ferry Boat devem estar atentos às normas exigidas para o embarque de animais nas embarcações. De acordo com a Resoluçã 32 da Agerba, não será permitidoo embarque de animais domésticos ou silvestres sem as devidas proteções. Aves poderão ser transportadas somente em gaiolas. Cães, apenas com mordaça e coleira. Outros animais serão aceitos a bordo acondicionados, de acordo com a característica de cada um, a fim de evitar riscos aos passageiros. Animais que estiverem dentro dos veículos, também devem estar com as devidas proteções.


Dicas para viagens interestaduais

  • Para transportar cães e gatos dentro do território brasileiro, não é mais exigida a guia de transporte animal (GTA). Para outros animais como hamsters,chinchilas,porquinhos da índia, sim. Esta tem validade de sete dias, para apenas um sentido da viagem (ida), e pode ser obtida gratuitamente no Serviço de Sanidade Animal do Ministério da Agricultura ou com veterinários credenciados pelo ministério. Para saber quais médicos podem assinar esse documento, entre em contato com a secretaria do Estado onde será emitida a guia.
  • Para viagens internacionais, é exigido o certificado zoosanitário internacional (CZI), emitido gratuitamente pelos postos do Ministério da Agricultura ou no próprio aeroporto e com validade de oito dias.
  • Nos dois casos é necessária a apresentação de um atestado de saúde, fornecido pelo veterinário no máximo três dias antes da emissão da GTA (Guia de Transito Animal) ou do CZI, e do comprovante de vacinação anti-rábica, para animais com idade acima de quatro meses, com o nome do laboratório produtor e número de partida da vacina, que deve ser aplicada num período mínimo de 30 dias e máximo um ano.
  • Aves silvestres necessitam também de permissão do Ibama.
  • Certos países, como Itália e Alemanha, exigem autorização específica, adquirida na embaixada ou no consulado dos respectivos países – Não esqueça de verificar antes de viajar.
  • Alguns países exigem quarentena, como, por exemplo, a Inglaterra, Austrália, Nova Zelândia e África do Sul. Estes exigem que o animal, mesmo vacinado, seja isolado. Cães e gatos são confinados no aeroporto e liberados depois de um período que varia de um a seis meses. Verifique as regras de cada país antes de viajar, para evitar decepções. A Inglaterra, por exemplo, proíbe a entrada de cães fila brasileiros.
  • Para transportar animais domésticos (cães e gatos) dentro do território brasileiro, é exigido o  atestado de saúde doanimal, bem como a caarteira de vacinação. Para os demais animais, é necessária a guia de transporte animal (GTA). Esta tem validade de sete dias, para apenas um sentido da viagem (ida), e pode ser obtida gratuitamente no Serviço de Sanidade Animal do Ministério da Agricultura ou com veterinários credenciados pelo ministério. Para saber quais médicos veterinários podem assinar esse documento, entre em contato com a Secretaria de Saúde do Estado onde será emitida a guia.

Veja, no vídeo de hoje, uma guia das raças mais conhecidas.

Para saber mais,clique em nosso link “raças” e veja matérias variadas

feriasFérias das crianças, férias da família!

Nem sempre é possível levar o seu pet em viagem de férias. Nem sempre um amigo ou familiar está disponível ou deseja cuidar do seu mascotinho enquanto você está fora. E ainda que o queiram, podem não estar aptos a cuidar do seu animalzinho da maneira que você deseja.

Geralmente os hotéis para animais lotam nesse período. Recomendamos que você tome alguns cuidados ao deixar o seu pet para que tenha férias tranqüilas, sabendo que o seu grande amigo vai estar bem. Alguns locais não oferecem a menor condição de abrigar o seu bichinho. Mantém os bichinhos em gaiolas muito pequenas, sem área disponível para lazer, atvidades físicas, deixando-o muito estressado e, até mesmo, doente. A higiene é também muito importante. Continue lendo »

Esta é a nossa forma de agradecer a você !


Pesquisa no blog

Para localizar publicações antigas, clique no dia do calendário ou insira a palavra que deseja pesquisar no campo "SEARCH" , no final da página.

Artigos publicados por data

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Nosso Endereço

Av. Prof. Sabino Silva, Ed Lusan, Loja 1, Chame-Chame
Site certificado
voos
voos
ABCVoos

Acessos

  • 1,173,911 visitantes