Padrão 1 – Cães de Guarda:

O padrão da raça é muito variável. Geralmente corresponde a cães que anteriormente foram utilizados em guerras ou em pastoreio, guardando o rebanho.

Ao contrário do que se imagina, esses cães não devem ter temperamento agressivo e sim serem de comportamento estável. Só devem adotar postura agressiva se comandados ou se em estado de alerta, em situações para as quais tenham sido adestrados.

Necessitam de adestramento para desempenhar bem a função de guardiões. Os proprietários responsáveis devem estar cientes disso e não devem estimular as características agressivas das raças.

Padrão 2 – Cães de Luxo:

Fazem parte desse grupo os padrões miniatura das raças. São cães que normalmente não ultrapassam os 30 cm de altura. Foram muito utilizados nas cortes européias como animais de estimação das grandes damas da nobreza. Apesar do pequeno porte, alguns desses cães são excelentes cães de guarda.

Padrão 3 – Cães de Companhia:

Esse grupo de cães é formado por raças que já desempenharam diferentes papéis ao longo da história. São raças que já lutaram em arenas, que acompanhavam nobres nas cortes européias e até mesmo alguns que já fizeram parte de cardápios exóticos como iguarias. É um grupo bastante heterogêneo e a sua principal diferença em relação aos cães de luxo é o tamanho, pois são raças de maior porte.

Padrão 4 – Cães de Caça

Subdividem-se em: Cães de caça a tiro e cães de caça à presa.

Cães de Caça a Tiro:

Esses cães são utilizados na caça às aves. Tem uma habilidade extraordinária para localizar e trazer ao dono as aves abatidas.

São cães de temperamento dócil, amigável. Como a caça não é um esporte muito popular hoje em dia, esses animais têm sido comumente utilizados como cães de companhia e são excelentes para acompanhar os praticantes de esportes como corridas, pois são resistentes e afeitos a exercícios físicos. Sendo assim, são cães que necessitam de espaço e não são adequados para pessoas de vida sedentária ou idosos.

Cães de caça à presa – Subdividem-se em dois grupos:

1.- Cães Hounds

São raças de caça à presa. Eles a caçam e abatem. Ideais para caçar animais com pelo. Esses cães caçam farejando o solo e trabalham em grupo, com estratégias de matilha.

Dentro desse grupo há alguns cães de visão excelente que são os Sighthounds ou Galgos. De corpo longilíneo e capazes de atingir grande velocidade, são utilizados também em corridas de cães. Têm um temperamento mais tímido, reservado que os demais cães de caça.

Devido ao seu excelente olfato, os cães hounds são muito utilizados hoje em, dia em operações policiais, em aeroportos, para localização de drogas e pessoas perdidas.

2 – Cães Terriers

Quase todas as raças desse grupo foram desenvolvidas na Grã Bretanha onde a caça foi um esporte popular.

São cães de porte pequeno ou médio, excelentes para caçar animais que se refugiam em tocas. São cães que gostam de atividade intensa e necessitam de áreas com grande espaço. Devido ao seu temperamento forte, necessitam de donos autoritários, que demonstrem de forma incisiva quem é o “chefe da matilha”.

Além dos terriers especialistas em animais de toca, há também os chamados Terriers de Arena. Derivados de cruzamentos com Pit Bulls. Esses animais têm uma postura resistente, combativa em relação a outros cães machos mas, normalmente, são dóceis com seres humanos e gostam da sua companhia. São extremamente fiéis.

Siberian Huskey picture Padrão 5 – Cães de Utilidade:

Fazem parte desse grupo cães que realizam tarefas muito importantes para seres humanos como pastoreio, cães guias de cegos, cães de tração e cães de resgate. São muito inteligentes e de memória excelente. Apreciam e se divertem na realização das atividades. Por serem animais muito ativos, necessitam de áreas grandes.