Para que nossos grandes amigos tenham uma pelagem bonita e saudável, são necessários alguns cuidados.

O banho é muito importante. Os produtos usados deverão ser apropriados para cada tipo de pelagem e de animal. O secador tem de ser usado criteriosamente, por profissional capacitado. Os secadores domésticos não são apropriados para animais pois não têm a temperatura adequada e concentram o calor numa área muito pequena, podendo provocar queimaduras na pele do animal e lesões nas glândulas sebáceas. Quando utilizado sem calor, geralmente não seca adequadamente o animal, favorecendo o aparecimento de fungos por causa da umidade.

Cães e gatos de pelagem muito fina e longa precisam, além do xampu adequado, de condicionadores. Em casos de pelos muito secos, devem-se usar também cremes hidratantes ou até banhos com óleos especiais.

Os pelos muito embolados podem necessitar de várias idas ao pet shop para que seja desembolado aos poucos, para que o animal não sofra.

O primeiro penteado deverá ser feito com pente de metal, desfazendo os nós com cuidado com as mãos para não quebrar o pêlo e não lesionar a pele. Depois efetuar uma escovação -primeiro contra o crescimento do pêlo e depois a favor – com uma escova apropriada para o tipo de pelagem (cada tipo de pelagem requer escova específica). Este procedimento deve ser repetido pelo menos duas vezes por semana, ou até diariamente em animais de pelo muito fino ou longo.

Os papelotes utilizados para proteger os pelos de cães que participam de exposições devem ser trocados diariamente.

Os cães e gatos de pêlo curto também necessitam de cuidados. Fala-se que estes não dão trabalho e não soltam   pelo, mas na fase de troca são os que mais soltam pêlo morto. O banho deve ser dado regularmente a cada 7 ou 15 dias,   porem uma boa escovação ajuda a eliminar os pelos mortos. Particularmente nos gatos de pelo longo como, por exemplo,   os persas, este procedimento evita que engulam os pelos, evitando assim tricobesoares (bolas de pêlo que param nos   intestinos, necessitando às vezes de cirurgia para remoção). A falta de escovação de animais de pêlo longo pode causar   feridas debaixo dos nós e infecções que atraem moscas, provocando bicheiras que comprometem a saúde do animal e   são   de tratamento relativamente demorado..

As verminoses também refletem no brilho e textura do pelo. Não se esqueça de fazer um exame de fezes do seu amiguinho a cada 6 meses: o seu animal ficará saudável e a sua família protegida.

As dermatites e lesões alérgicas têm muitas causa e, dentre elas, os ectoparasitos, como pulgas e carrapatos. Consulte o veterinário sobre os melhores produtos para combate e prevenção.

Se o seu animal entrar no mar ou na piscina, (evite), deve depois tomar banho com xampu e condicionador adequados para que os pelos não ressequem e acabem quebrando. O ideal é que seja feito em local especializado. Se for banhá-lo em casa, não deixe cair água nos ouvidos e limpe-os bem, para não desenvolver otites.

Atenção: Não use produtos para humanos no seu animal de estimação !

Anúncios